banner_celebridades.jpg

Cláudio Cavalcanti Versão para impressão
Celebridades | Onde Anda Você?
Escrito por DestaqueSP on Terça, 25 Maio 2010 11:38   

Nossa pergunta de hoje vai para um ator, diretor de TV, produtor teatral, escritor, cantor, dublador e político brasileiro. Cláudio Murrillo Cavalcanti, ou simplesmente, Cláudio Cavalcanti nasceu no Rio de Janeiro em 24 de fevereiro de 1940, e é considerado um dos mais completos artistas do cenário artístico brasileiro.

Iniciou sua carreira em 1956, estreando no teatro aos 16 anos de idade, no Teatro Brasileiro de Comédia (TBC), onde atuou ao lado de Fernanda Montenegro e Nathália Thimberg.

No mesmo amo estreou na televisão fazendo uma carreira brilhante em teleteatros e telenovelas. Em 1957, atuou no "Sítio do Picapau Amarelo".

Na televisão realizou trabalhos memoráveis, a exemplo de: Anastácia, a Mulher sem Destino; Rosa Rebelde; Véu de Noiva; Irmãos Coragem, O Homem que Deve Morrer, Carinhoso, O Bofe, Cavalo de Aço, Vejo a Lua no Céu, O Feijão e o Sonho, Maria Maria, Terras do Sem Fim, Pai Herói, Dona Xepa, Água Viva, Sétimo Sentido, Roque Santeiro, Hipertensão, Lua Cheia de Amor, A Viagem, Marcas da Paixão, Vidas Cruzadas e Roda da Vida.

Em teatro, entre outros trabalhos, protagonizou Era Uma Vez nos Anos 50 (Troféu Mambembe de melhor ator), Fernando Pessoa, Bodas de Papel, O Beijo da Louca, Obrigado Pelo Amor de Vocês (peça com que foi contratado para inaugurar o Teatro do Casino do Estoril, em Lisboa), Disque M para Matar, Estou Amando Loucamente, Vida Nova, O Nosso Marido, A Primeira Valsa, Freud e o Visitante, O Mundo é um Moinho, E Agora o que Faço como o Pernil, O Doente Imaginário e, em fevereiro de 2009, Quando se é Alguém, texto inédito de Pirandello.

Como escritor publicou cinco livros, dentre os quais três antologias.

Foi ainda campeão de vendas como o LP "Claudio Cavalcanti", em 1971.

Paralelamente à carreira artística ingressou na política como candidato a vereador. Venceu e exerceu o cargo de Secretário Municipal a partir de janeiro de 2001. Foi reeleito em 2004 e cumpriu dois mandatos. Em oito anos de atividade legislativa, criou e teve 29 leis aprovadas, consideradas pioneiras em relação à defesa dos direitos animais, entre as quais a lei que proíbe o extermínio de animais abandonados e introduz a esterilização gratuita como método oficial de controle populacional e de zoonoses.

É casado desde 1979 com Maria Lucia Frota Cavalcanti, psicóloga e atriz, com quem dividiu o palco inúmeras vezes.

Ambos são vegetarianos e ativistas até hoje dos direitos animais, sendo certo que sua esposa criou a Secretaria Municipal de defesa dos Animais, no Rio de Janeiro.


O Sítio do Picapau Amarelo
1º trabalho na TV, em 1957
Anastácia, a Mulher sem Destino,
1967, com Leda Lúcia
Irmãos Coragem, 1970
com Claudio Marzo



Pai Herói, 1979, com 
Rosamaria Murtinho e Carlos Zara
Água Viva, 1980,
com Natália do Vale
Roque Santeiro, 1985,
com Lídia Brondi

Lua Cheia de Amor, 1990,
com Susana Vieira,
A Viagem, 1994,
com Lucinha Lins
Com a esposa, Maria Lúcia
Frota Cavalcanti


Abaixo, os principais trabalhos de Claudio Cavalcanti na televisão, no cinema e no teatro:

Televisão
2001 - Roda da Vida - Vidal (Rede Record)
2000 - Marcas da Paixão - Djalma (Rede Record)
1999 - Chiquinha Gonzaga - censor Rogério
1998 - Labirinto - Gaspar
1996 - Salsa e Merengue - Olavo
1995 - Explode Coração - Tolentino
1994 - A Viagem - Alberto
1993 - Mulheres de Areia - procurador
1990 - Lua Cheia de Amor - Conrado
1990 - Rainha da Sucata - delegado
1989 - República - Floriano Peixoto
1989 - O Salvador da Pátria - Eduardo Corrêa
1986 - Hipertensão- Sandro Galhardo
1985 - Roque Santeiro - Padre Albano
1984 - Transas e Caretas - Douglas
1984 - Padre Cícero - Dom Joaquim
1982 - Sétimo Sentido - Danilo Mendes
1981 - Terras do Sem Fim - João Magalhães
1981 - Baila Comigo - Guilherme Fonseca
1980 - Água Viva - Edir
1979 - Pai Herói - Gustavo
1978 - Pecado Rasgado - Bruno
1978 - Maria, Maria - Ricardo Valentiano Brandão
1977 - Nina - Grimaldi
1977 - Dona Xepa - Otávio
1976 - O Feijão e o Sonho - Juca Campos Lara
1976 - Vejo a Lua no Céu - Eusébio
1975 - Bravo! - Maurício
1973 - Carinhoso- Paulo
1973 - Cavalo de Aço - Aurélio
1972 - O Bofe - Maneco
1971 - O Homem que Deve Morrer - Leandro
1970 - Irmãos Coragem - Jerônimo Coragem
1969 - Véu de Noiva - Renato Madeira
1969 - Rosa Rebelde
1969 - Enquanto Houver Estrelas - César (TV Tupi)
1969 - O Retrato de Laura - Marcelo (TV Tupi)
1968 - A Gata de Vison - Taylor
1968 - Demian, o Justiceiro - Dagarata
1967 - A Mulher que Amou Demais
1967 - Anastácia, a Mulher sem Destino - Jean Paul
1965 - 22-2000 Cidade Aberta- Carlinhos (seriado da TV Globo)
1957 - Sítio do Picapau Amarelo, TV Tupi do Rio de Janeiro

Cinema:
1965 - Um Ramo Para Luísa
1965 - A História de um Crápula 
1966 - Engraçadinha depois dos Trinta
1966 - Nudista a Força
1967 - Cuidado! Espião Brasileiro em Ação
1967 - A um Pulo da Morte
1967 - A Agressão
1968 - A Cama ao Alcance de Todos
1969 - Memórias de um Gigolô
1969 - Ascensão e Queda de um Paquera
1970 - Quando as Mulheres Paqueram
1971 - O Grande Gozador
1973 - Como Nos Livrar do Saco
1974 - Ipanema, Adeus
1977 - Contos Eróticos
1977 - Um Marido Contagiante
1978 - Uma Estranha História de Amor
1983 - Caminhos Cruzados
1984 - Mutirão de Amor
1998 - Tiradentes - O Filme
1999 - O Menino Maluquinho II - A Aventura

Teatro:
1958 - O Anjo de Pedra
1958 - Idade Perigosa
1959 - De Repente no Verão Passado
1964 - Antígona
1966 - A Mulher de todos nós
1978 - Era uma vez nos anos 50
1979 - Bodas de Papel
1982 - Disque M para matar
1997 - A Primeira Valsa
1997 - Freud e o Visitante
1998 - Em Nome do Pai




Fotos: divulgação e reprodução


Pin It
 

Twitter em Destaque

Siga DestaqueSp no Twitter