Villa Betto Brunelli

  

Destaque seu Bookmarks

Add para: JBookmarks Add para: FacebookAdd para: Mr. WongAdd para: WebnewsAdd para: Buzka Add para: Windows LiveAdd para: IcioAdd para: Ximmy Add para: OneviewAdd para: Kledy.de Social BookmarkingAdd para:  FAV!T Social BookmarkingAdd para: Favoriten.deAdd para: SeekxlAdd para: Social Bookmark PortalAdd para: BoniTrustAdd para: Power-OldieAdd para: Bookmarks.ccAdd para: NewskickAdd para: NewsiderAdd para: LinksiloAdd para: ReadsterAdd para: YiggAdd para: LinkarenaAdd para: DiggAdd para: Del.icoi.us Add para: RedditAdd para: JumptagsAdd para: UpchuckrAdd para: SimpyAdd para: StumbleUponAdd para: SlashdotAdd para: NetscapeAdd para: FurlAdd para: Yahoo Add para: BlogmarksAdd para: Diigo Add para: TechnoratiAdd para: NewsvineAdd para: BlinkbitsAdd para: Ma.Gnolia Add para: SmarkingAdd para: NetvouzAdd para: FolkdAdd para: SpurlAdd para: GoogleAdd para: BlinklistInformation

Bar do Juarez

Beephoto

Studio NaPraça

banner_animais.jpg

Ataques de cães Pit Bull PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Animais | Pet Shop
Escrito por Dr. Luiz Carlos Garcia on Segunda, 14 Julho 2008 11:10   
Pin It



Periodicamente várias notícias sobre ataques de cães da raça Pit Bull são vinculadas em diversos meios de comunicação. Será que são epidemias de ataques? É lógico que não! Ocorre que esses ataques acontecem sempre, porém nem todos são divulgados. Será que somente os Pit Bulls é que atacam? Não, pois qualquer cão pode atacar, visto que todo o cão já nasce sabendo morder.
Ataques de cães Pit Bull2
Mas existem várias raças que são mais agressivas porque são animais selecionados para a guarda, como o Rottweiler, o Mastin Napolitano, Pastor Alemão e outras, ou infelizmente para a briga, como é o caso do Pit Bull.

Mesmos animais dessas raças, quando bem selecionados pelo canil de criação e quando tratados adequadamente pelos proprietários, tornam-se excelentes animais de companhia.

O importante é a posse e a criação responsáveis, e isso só depende de nós - e não dos cães.Não é necessário exterminar totalmente determinadas raças através da esterilização obrigatória ou do sacrifício dos animais e sim selecioná-las para o convívio com os seres humanos.

Também importante é a fiscalização quanto à criação e a posse desses animais, cujos desvios por parte de criadores e proprietários devem ser rigorosamente punidos pela lei.



Alguns itens da criação responsável:

- Pit Bulls ou quaisquer outros animais não devem ser selecionados e/ou treinados
para a briga;
- Rottweilers e outros cães de guarda devem ser selecionados para proteção e não para o ataque;
- Animais extremamente agressivos devem ser retirados da reprodução.

 


 

Alguns itens da posse responsável:

- Todo o animal destinado para a guarda deve ser adestrado para obediência ao
dono;
- Todos os cães, principalmente os de grande porte ou potencialmente agressivos,
devem ser conduzidos quando em vias públicas contidos por guia e, quando
necessário, devem ser mantidos com focinheiras;
- Nenhum cão deve ser mantido totalmente isolado ou ser maltratado.


Outro sério problema relacionado a ataques de cães diz respeito ao abandono. Muitos cães da raça Pit Bull estão sendo abandonados pelas ruas por proprietários assustados com as notícias dos ataques. Isso também não é correto nem para o cão e nem para a sociedade.

Quem quiser se desfazer de um animal por qualquer motivo deve encontrar um novo dono ou, na pior das hipóteses, encaminhá-lo para uma entidade de proteção animal ou para o Centro de Controle de Zoonoses de sua cidade para que seja adotado.

Mas, para que isso não aconteça, devemos nos prevenir pensando muito bem antes de adquirir um animal e tomando algumas atitudes, como:


- Ter em mente que esse animal irá conviver e depender de nós durante toda a sua vida;
- O ideal é comprar ou adotar um animal apenas em lugares confiáveis e legalizados:
certifique-se de que o local não quer apenas “empurrar” um bichinho para você
seja com interesses financeiros (no caso de uma venda), seja por interesse
humanitário (no caso de uma adoção);

- Nunca agir por impulso ao adquirir um animal. Ele não é uma mercadoria que você
possa se arrepender e jogar fora.


Portanto sejamos responsáveis em relação aos animais que, com certeza, não teremos mais que conviver com o medo de ataques ferozes por parte deles.

Fotos: banco de imagem


Para refletirmos:

“Animais de estimação são anjos que Deus nos mandou para que possamos aprender o que é fidelidade”...


Dr. Luiz Carlos Garcia
Dr. Luiz Carlos Garcia

Ficou com dúvidas sobre este ou outros assuntos?
Mande-as para mim.
O e-mail é: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript ativado para o visualizar
ou navegue em meu site: www.caoqlate.com.br

Um grande abraço!

 

Pin It
 

Twitter em Destaque

Siga DestaqueSp no Twitter